Espetáculo “No Gogó do Paulinho”, com Maurício Manfrini no Teatro Miguel Falabella, Rio de Janeiro

no-gogo-do-paulinho-mauricio-manfrini

 

Espetáculo “No Gogó do Paulinho”, com Maurício Manfrini
::: Texto e direção: Maurício Manfrini
::: Temporada de 1° de Agosto até 29 de setembro de 2013
::: Apresentações : Quinta, Sexta e Sábado, às 21h e Domingo, às 20h.
::: Local: Teatro Miguel Falabella – Av. Dom Helder – NorteShopping – Rio de Janeiro – RJ
::: Ingresso: Qui R$40,00 | Sex R$50,00 | Sáb e Dom R$60,00

 

 

 

 

“No Gogó do Paulinho”
Humorista, locutor, dublador e cantor, Manfrini inspirou-se nas histórias que ouvia pelas ruas do Rio de Janeiro para criar o personagem Paulinho Gogó, um típico malandro carioca, nascido no subúrbio, que vem lotando teatros pelo Brasil com seu espetáculo de stand up.

 
A carreira do humorista começou há 18 anos quando passou a ilustrar o imaginário dos ouvintes do programa “Patrulha da Cidade”, na Super Rádio Tupi, líder de audiência no segmento. Foi ali que nasceu o Paulinho Gogó. Na televisão, estreou no programa “Na Boca do Povo”, do apresentador Wagner Montes. De lá, seguiu para a TV onde passou a integrar “A Escolinha do Professor Raimundo”, liderada por Chico Anysio. Há nove anos, Gogó faz parte do humorístico “A Praça é Nossa”, ao lado de Carlos Alberto de Nóbrega.

 
Manfrini também é compositor. Todas as músicas dos personagens do programa da emissora SBT são de sua autoria; seu personagem “Paulinho Gogó” e os de seus colegas, o “Bêbado Saideira”, “Nina”, “Tropa de Malucos”, “Explicadinho”, “Dep. João Plenário”, “Zildo (Graças a Deus)”, “Matheus Ceará”, “Êta Fuminho Bão”, “Os Pobres”, etc. Ele também compôs a trilha sonora incidental da novela Carrossel e Chiquititas.

 
Na peça “No Gogó do Paulinho”, não há cenário, nem iluminação sofisticada. Autor dos bordões “fato venério” e “quem não tem dinheiro conta história”, o humorista conta em cena acontecimentos dos bastidores da TV, como o encontro com Silvio Santos no banheiro e as brincadeiras com Carlos Alberto.